Exposição vai mostrar as inquietações de Saramago

Dialogo entre a obra de Saramago e os artistas portugueses pode ser vista no Museu Nacional de Arte Contemporânea

Comparte el artículo:

A exposição Porquê? A arte contemporânea em diálogo com o pensamento de José Saramago vai estar patente no Museu Nacional de Arte Contemporânea, em Lisboa, até ao dia 8 de janeiro. Nesta exposição as inquietações de Saramago vão estar em diálogo com vários artistas portugueses. Este diálogo entre as questões colocadas por Saramago e a arte contemporânea faz parte do programa de eventos que marcam o centenário do nascimento do escritor.

A mostra, que vai contar com 40 obras de 34 artistas diferentes, terá a curadoria da neta do Nobel da Literatura. A galerista Ana Saramago Matos nesta exposição juntou peças de artistas de várias gerações que foram marcadas pelas inúmeras obras dos escritores. Junto a questão que Saramago fez e que dá mote para esta apresentação está uma peça de grandes dimensões que data de 1895.

Segundo Saramago Matos, esta peça demonstra o quão «universal e transversal» era o seu avô. Ao longo da exposição podem ser encontradas nas paredes frases marcantes do escritor. Estas frases geraram quatro núcleos: direitos humanos, alteridade e identidade, sustentabilidade e memória e palavra. Nestes núcleos apresentam-se obras de Júlio Pomar, Julião Sarmento ou, Graça Morais (amiga de Saramago), Nikias Skapinakis, Paulo Nozolino, Pedro Gomes ou Júlio Resende.

Outras exposições sobre a vida e obra de Saramago estão ativas tanto em Portugal como fora. Em Paredes pode ser vista a mostra 100 anos de Saramago, com a curadoria de Valter Hugo Mãe. Uma exposição semelhante pode ser vista em Salvador.

Noticias Relacionadas

Símbolos da JMJ em Sesimbra

Os símbolos da Jornada Mundial da Juventude, que vai acontecer no próximo ano no país, estiveram presentes na Paróquia do Castelo de Sesimbra. A presença