Marvão e Valencia de Alcántara voltam a estar juntas através do Festival Periferias

Muito cinema de autor e documentários para ver nos lugares mais emblemáticos

Comparte el artículo:

O Festival Periferias vai trazer de volta muita música e 30 filmes a Marvão e Valencia de Alcántara. Com o arranque programado já para esta sexta-feira e estendendo-se até dia 20, um conjunto de propostas vão passar por alguns dos lugares mais emblemáticos destas duas regiões de Portugal e de Espanha. O cinema de autor e o documentário vão ser predominantes na 10.ª edição deste evento.

Desde que foi criado, o certame tem promovido temas ligados ao mundo rural, aos direitos humanos e ao meio ambiente. Este ano vão apresentar um olhar bastante aguçado sobre a guerra na Ucrânia. A abertura acontece na sexta-feira, no Castelo de Marvão (em Portalegre), com a apresentação da obra A Cordilheira dos Sonhos, do realizador chileno Patrício Guzmán. No dia seguinte, sábado, o programa contempla uma visita ao Museu da Tapeçaria da cidade e a exibição do filme Vieirarpad, que conta a história de vida do casal de artistas plásticos Vieira da Silva e Arpad Szenes.

Filmes em cenários idílicos

Na estação de comboios de Beirã, o cinema vai ter toque brasileiro com o filme Paraíso, de Sérgio Tréfaut, e a música da violinista Camila Costa. No domingo, em Valencia de Alcántara, na Plaza de la Constitución, será exibido Alcarrás. Este trabalho, de Carla Simon, ganhou o Urso de Ouro no Festival de Berlim este ano. A 15 de agosto, feriado em Portugal, no Cineteatro do Castelo de Vide vai ser exibido o Donbass, de Sergei Loznitsa. Depois haverá a atuação, no Baluarte da Memória, da vocalista de jazz Kateryna Avdysh. Os fundos levantados nestas atividades vão reverter para os Médicos Sem Fronteiras.

No outro lado da fronteira (também no domingo), em Mata de Alcántara, será exibido o filme Cien Días com la Tata, de Miguel Ángel Muñoz. Esta obra retrata o período em que o realizador viveu com a tia-bisavó durante a pandemia. O festival vai terminar com a entrega do prémio Tejo/Tajo Internacional ao melhor filme ibérico do certame. Esta entrega vai acontecer em Malpartida de Cáceres.

O Festival Periferias é promovido pela Associação Cultural Periferias (Portugal) e Gato Pardo (Espanha).

Noticias Relacionadas

Símbolos da JMJ em Sesimbra

Os símbolos da Jornada Mundial da Juventude, que vai acontecer no próximo ano no país, estiveram presentes na Paróquia do Castelo de Sesimbra. A presença