Valladolid Rugby Asociación Club vence a Taça Ibérica de rugby em Olaias (Lisboa)

Duelo ibérico opôs os campeões de rugby e consagrou o VRAC como o maior vencedor

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

O Valladolid Rugby Asociación Club (VRAC) foi o grande vencedor da 42.ª edição da Taça Ibérica. A batalha Ibérica opôs os queijeiros aos engenheiros portugueses. O Técnico perdeu com os espanhóis do VRAC por uns expressivos 44-8. Os espanhóis conquistaram cinco troféus consecutivos. Já a equipa do Técnico tentou por três vezes erguer este troféu. Este é o troféu mais prestigiante que qualquer clube ibérico pode conquistar.

Os espanhóis dominam a competição com 25 taças, já os clubes portugueses têm 16. As duas equipas de Valladolid (capital do rugby espanhol), o Benfica e o Direito são as equipas mais tituladas. A competição, que opõe os campeões de rugby dos dois lados da fronteira, teve a sua final nas Olaias, em Lisboa. O árbitro do encontro foi o francês Jonathan Gasnier. Quinhentas pessoas assistiram ao duelo ibérico.

O VRAC aproveitou o vento que se sentia nas Olaias para impor o seu jogo. John Vessel-Bell, Pedro de la Sastra, Pablo Miejimolle, Alex Thrupp e Nathan de Thierry marcaram para o conjunto de Valladolid. Já Ricardo Marques e Hugo Trigueiro converteram para o lado português. A melhor classificação do Técnico nesta prova foi um terceiro lugar em 1971. A Taça Ibérica foi criada em 1965 e a final é disputada de forma alternada em cada um dos países.

A taça tem sofrido ao longo dos anos alterações de formato e algumas interrupções. O jogo da final deveria ter acontecido no penúltimo dia Dezembro mas teve que ser adiada devido a casos de Covid-19 na equipa do VRAC.

Noticias Relacionadas