Con el patrocinio de:

EDP e Sonatrach terminam a parceria com mais de uma década

Gás passará a chegar a Península Ibérica através da plataforma Medgaz devido a crise diplomática no Magrebe

Comparte el artículo:

A EDP anunciou o fim da sua parceria com a empresa argelina Sonatrach, que era acionista da eléctrica (com uma presença no concelho de accionistas) e tem sido fornecedor de gás a Portugal nos últimos 14 anos. O fim da parceria comercial é explicado pelo CEO da companhia lusa, Miguel Stilwell de Andrade, como necessária para uma maior flexibilidade na gestão para a neutralidade carbónica. O grande objectivo da empresa é ter 100% da sua produção eléctrica alcançada graças a fontes renováveis até 2030.

No comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a EDP informa que as duas empresas «acordaram cessar a parceria celebrada, em 2007, num contexto de crescimento da capacidade das CCGT (centrais de ciclo combinado) no mercado ibérico». A EDP também comprou os 25% que a Sonatrach tinha da central de ciclo combinado de Soto 4, em Espanha. Esta central de gás tem uma capacidade instalada de 426 MW (megawatts).

O fim deste acordo acontece no momento em que os preços da electricidade e dos combustíveis têm alcançado preços recorde. O gás argelino que chega a Portugal e a Espanha deixará de chegar a Península Ibérica por Marrocos devido a crise diplomática que afecta os dois países do Magrebe. Esta relação tem sido feita por altos e baixos e as relações foram rompidas devido à questão do Saara Ocidental. A chegada de gás liquefeito será feita exclusivamente por via marítima pelo Medgaz, que já serve a península.

Em relação a crise energética, Portugal e Espanha vão abordar, numa reunião que vai acontecer em Novembro na capital portuguesa, os governos dos dois países vão concertar os planos de recuperação e resiliência (PRR) para transformar os sistemas energéticos.

Noticias Relacionadas

Conceptos Iberistas (II)

Hace unos dos años publiqué en EL TRAPEZIO la primera parte de Conceptos Iberistas. El proceso de construcción conceptual del iberismo va ganando en profundidad