Espanhol Português

Na passada terça-feira, dia 10 de Novembro, na Sede Central da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) em Madrid, teve lugar um encontro entre os representantes das Associações Ibéricas, Plataforma Civil Ibérica, Confederação Portuguesa de Colectividades da Cultura e de Desporto (CPCCD), a Federação Espanhola de Associações de Folclore (FEAF) e o Secretário-Geral da OEI, Mariano Jabonero Blanco.

Jabonero recebeu as reflexões e as propostas dos grupos sociais das diversas áreas. Particularmente, as propostas incidiram nos seguintes aspectos: fomento da intercompreensão das línguas espanhola e portuguesa, com cursos específicos e intercâmbios culturais, melhora, desde a educação e da consciência de pertença a um espaço cultural Ibero-americano e o aproveitamento da presidência da UE de Portugal, reforçando os vínculos ibero-americanos com toda a Europa, fortalecendo assim o papel que Espanha e Portugal têm entre os dois continentes. A FEAF também apresentou a possibilidade de incluir o Folclore e a Cultura Ibero-americana nos programas educacionais dos diferentes países.

O Secretário-Geral destacou que a OEI já iniciou mais de 500 projectos, que sempre desenvolve em conjunto com instituições e entidades sociais. O Secretário-Geral Jabonero referiu o impacto no arranque das escolas fronteiriças da Raia, projecto que a OEI trabalha há anos, manifestando o interesse prioritário na divulgação da Língua Portuguesa dentro da própria OEI e a importância da população ibero-americana, que tem-se espalhado por toda a península, nomeadamente na cidade de Madrid, e por isso recebeu de forma positiva as propostas das Associações Civis da Península Ibérica. Foi aprovado, no início dos trabalhos, o estabelecimento de colaborações entre a OEI e a Associações que participaram desta reunião.

No final do encontro, os representantes das Associações estavam esperançosos de que pudessem começar a colaborar com a OEI. As três associações presentes trabalham há anos para estreitar os laços ibéricos, tendo atingido um grau de experiência e maturidade que lhes permite ter a convicção de que os seus contributos serão de grande utilidade no sentido de estreitar os laços ibéricos a favor do desenvolvimento social das populações.

O TRAPÉZIO também participou do encontro.