Espanhol Português

O III Encontro de Coordenadores Nacionais e Chefes de Cooperação da Ibero-América, realizado na segunda e terça-feira com a presença de todos os países da região, saudou a proposta de Andorra, a Presidência pro Tempore da Conferência Ibero-Americana, para a realização da XXVII Cimeira Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo no primeiro semestre de 2021 com o tema “Inovação para o Desenvolvimento Sustentável – Objetivo 2030. Ibero-América face ao desafio do coronavírus”.

“Mantemos a dinâmica do consenso no âmbito da Conferência Ibero-Americana: todos os países apoiaram o adiamento da Cimeira para o primeiro semestre de 2021”, disse o Coordenador Nacional de Andorra para a Cimeira Ibero-Americana, Jaume Gaytán.

A reunião extraordinária dos chanceleres ibero-americanos, a realizar no final de 2020, tomará formalmente a decisão e fixará a data da Cimeira Ibero-Americana.

Representantes dos 22 países ibero-americanos aprovaram também o novo calendário das reuniões preparatórias da Cimeira, que se realizará praticamente. Estes incluem: 1) Reunião dos Ministros do Ambiente (16 de setembro), que recuperará por iniciativa de Andorra e após uma década a questão ambiental na Conferência Ibero-Americana; 2) Reunião dos Ministros da Educação (6 de outubro); 3) Reunião dos Ministros da Administração Pública e da Reforma do Estado (8 de outubro); 4) Reunião Extraordinária dos Chanceleres agendada para o final de 2020 (uma nova nomeação acordada durante a reunião).

Os países ibero-americanos reafirmaram o seu compromisso com os trabalhos preparatórios para a Cimeira Ibero-Americana, que agora se concentrarão no novo contexto coVID-19, com o objetivo de fornecer soluções para a região.

Manifestaram igualmente o seu forte empenho em encontrar soluções conjuntas e coordenadas para fazer face à maior crise de saúde e socioeconómica que afetou a região em pelo menos um século.

Nesse sentido, Gaytan e a Chefe de Cooperação andorrana, Gemma Cano, sublinharam o facto de que “o lema escolhido pela Presidência pro Tempore Andorrana para a Cimeira ‘Inovação para o Desenvolvimento Sustentável – Objetivo 2030’ está mais em vigor do que nunca no contexto da crise de saúde causada pela COVID-19, e por isso os nossos parceiros ibero-americanos nos disseram”.

Por seu lado, a secretária-geral ibero-americana, Rebeca Grynspan, afirmou no final da reunião de dois dias: “Estamos a consolidar os trabalhos preparatórios para a XXVII Cimeira Ibero-Americana, adaptando-se aos novos desafios. Nestes tempos difíceis, os países ibero-americanos estão a demonstrar o seu compromisso determinado com o multilateralismo e a cooperação na Conferência Ibero-Americana.”

Durante a III Reunião de Coordenadores Nacionais e Líderes cooperativos, a Cooperação Ibero-Americana teve também um impulso decisivo com a proposta de quatro novas iniciativas colaborativas.

Este é o programa anti-mal de Chagas promovido pela Argentina e pelo Brasil; o Instituto Ibero-Americano de Línguas Indígenas; o programa para a eliminação da violência contra as mulheres, e o da cidadania global, liderado pelo Chile, Espanha, México, Portugal e Uruguai.