Espanhol Português

Segundo informa La Opinión de Zamora, os Governos de Espanha e Portugal concordaram em abrir parcialmente a fronteira Rihonor de Castilla-Rio de Onor de Portugal durante o estado de emergência. Os habitantes destas duas localidades que compõem um único núcleo tinham sido deixados no limbo legal depois de os regulamentos aplicados no meio da crise do coronavírus não terem tido em conta as suas circunstâncias especiais.

Desta forma, houve casos de vizinhos que tinham sido impossíveis de ir para os seus pastos por viverem num país e encontrarem as suas terras no outro. A cooperação governamental permitirá agora que estes cidadãos, se for caso disso, atravessem a linha divisória que só está nos mapas para executar tarefas de ambos os lados da Raia. Uma decisão em que houve “máxima colaboração” entre os líderes de ambos os países.

A negociação demorou, mas eventualmente Espanha e Portugal forneceram uma solução para os habitantes de Rihonor de Castela e Rio de Onor de Portugal. Como explicam fontes da Subdelegação do Governo em Zamora, todos os vizinhos com “circunstâncias especiais” acreditadas serão permitidos através da fronteira. São poucos os que têm de passar esta linha quase diariamente para situações absolutamente quotidianas e terão agora uma conduta segura, embora com restrições. De acordo com as mesmas fontes, assim que a fronteira permanecer fechada devido à crise de saúde, dois dias por semana e por um determinado período de tempo serão permitidos fazer as tarefas relevantes de ambos os lados da Raia.

Por outro lado, como resultado do encerramento das fronteiras na Raia, permanece fechada em La Codosera (Extremadura) a menor ponte internacional do mundo, como se pode ver na foto abaixo.