Imaculada Conceição, a «Santa Ibérica»

Patrona de Portugal e da infantaria espanhola era o dia da Mãe até há uns anos

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Pela segunda vez no mês de Dezembro, Portugal celebrou mais um feriado. A 8 de Dezembro, data que anteriormente coincidia com o dia da mãe, o país luso e outras nações da CPLP marcam o culto da Imaculada Conceição.

Esta santa, que marca não só a espiritualidade mas também a identidade nacional, ganhou a sua primeira grande projecção em 1385, quando D. Nuno Alvares Pereira derrotou, com menos homens e usando a conhecida táctica do quadrado, o exército castelhano na batalha de Aljubarrota, uma das mais conhecidas da história militar portuguesa. Após esta vitória, que valeu a D. Nuno o nome de Santo Contestável, foi construída a igreja da Nossa Senhora do Castelo, em Vila Viçosa, local de onde partiu, no final do século XV, a devoção a esta santa que tanto marcou e ainda marca toda a península Ibérica e os países onde estiveram presentes.

A história de Portugal e Espanha está ligada desde sempre, incluindo no culto da Nossa Senhora da Imaculada Conceição, a verdadeira rainha lusitana, e que não é Fátima.

Após a restauração da independência, que levou ao trono D. João IV e a rainha Luísa de Gusmão (espanhola de nascimento), o monarca, após a coroação no Terreiro do Paço, retirou a coroa da cabeça e a colocou nos pés da imagem da santa. Desde então, e até ao fim da monarquia em Portugal, o mesmo aconteceu com todos os reis.

Este foi um dos poucos feriados que se manteve durante a última presença do FMI no país, no início da década.

Inmaculada Concepción, a patrona das armas

O dia 8 também é feriado em Espanha e nos países hispanofalantes que veneram a Inmaculada Concepción, patrona do exército espanhol.

Mais ou menos como a sua «congénere» portuguesa, acredita-se que a santa apareceu, em 1585, na Flandres e num período extremo em que os militares espanhóis apenas se conseguiram salvar caminhando sobre um rio gelado, o que foi visto como um milagre. Foi em 1892 que, e graças a um pedido expresso da rainha regente Maria Cristina de Habsburgo, Nossa Senhora da Puríssima e Imaculada Conceição foi declarada patrona da infantaria.

Noticias Relacionadas

Como chegámos a uma «Tempestade Perfeita»?

O que é uma «Tempestade Perfeita»? Normalmente quando utilizamos esta expressão estamos a descrever um fenómeno meteorológico que foi criado graças a confluência de vários

Deixe um comentário