Espanhol Português

Salamanca acolheu a celebração da última reunião do Comitê de Acompanhamento do projecto de cooperação transfronteiriça ”Cidades Cencyl+” (2014-2020) sobre as mudanças climáticas. Nesta reunião participou o autarca da cidade, Carlos Garcia Carbayo, e representantes da Associação CyLog, dos portos de Aveiro e Leixões, das câmaras espanholas de Ciudad Rodrigo e Valladolid e das portuguesas Figueira Da Foz, Coimbra, Guarda, Viseu e Aveiro e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro de Portugal.

O projecto permite favorecer o desenvolvimento das Infra-estruturas do Corredor Atlântico de Transportes, unindo os portos atlânticos de Leixões, Aveiro e Figueira da Foz com as plataformas logísticas interiores da Guarda, Salamanca e Valladolid, indicadas pela Câmara Municipal de Salamanca através um comunicado.

Além disso, favorece a preparação de diversos planos, estudos e projectos de desenvolvimento de infra-estruturas logísticas no Corredor Atlântico, permite a estruturação de um eixo intermodal ibérico de plataformas e contribui para o aumento do tráfego de mercadorias no Corredor. Do mesmo modo, a presença do projecto “Cencyl + Cities”, na Feira de Logística de Munique, significou uma maior divulgação e visibilidade internacional do Corredor Atlântico e das suas infra-estruturas de intermodalidade. Em última análise, e neste contexto, foi selada uma aliança estratégica entre as cidades e as suas infra-estruturas logísticas e portuárias numa estratégia de valorização territorial do Corredor Atlântico.

Por outro lado, o projecto permite a realização de fóruns de aprendizagem sobre o desenvolvimento urbano sustentável e a adaptação às alterações climáticas. Conhecer e partilhar as iniciativas que estão a ser desenvolvidas em cada uma das “Cencyl + Cities”, são o objectivo “que desenham um perfil urbano vinculado a uma estratégia de descarbonização e adaptação às mudanças climáticas onde a infra-estrutura verde, a mobilidade sustentável, a inteligência urbana ou a recuperação de espaços centrais são os desafios para a governação municipal”, destaca García Carbayo.

Assim mesmo, trabalhou-se na valorização das cidades através do empreendimento local. Nesse âmbito, a convivência entre estudantes do ensino secundário de ambos os países, Espanha e Portugal, forjando uma nova interacção social e de descobrimento de uma nova vizinhança. O autarca destacou neste sentido a Feira do Empreendedorismo Startup Olé, realizada no passado mês de Setembro de forma virtual em resultado da pandemia do Coronavirus, o que tem significado “uma nova janela de oportunidades para a promoção e empreendedorismo local dos ‘Cencyl + Cidades”.

Por fim, este projecto também desenvolveu alianças em questões de cultura, turismo e património. García Carbayo referiu que “a presença do projecto ‘Cencyl + Cidades’ na Feira Ibérica de Turismo da Guarda contribuiu para a divulgação do conhecimento e a promoção dos recursos turísticos nas cidades, potenciando os fluxos turísticos transfronteiriços. Do mesmo modo, as Jornadas de Trabalho sobre Novos Produtos Turísticos Transfronteiriços abriram um campo de partilha de estratégias municipais de promoção turística, trocando informações e iniciativas e discutindo novas áreas de cooperação como o Turismo Cinematográfico, a Valorização Territorial associada a Museus ou o Turismo Gastronómico, todos eles campos em que ‘Cencyl + Cidades’ tenham atributos seleccionados”.

Concluindo, o autarca sublinhou que “estas iniciativas consolidaram as relações de cooperação entre os Municípios do CENCYL, que já completaram sete anos desde que o Acordo de Cooperação Territorial entre Instituições Locais foi assinado em Junho de 2013 em Salamanca para o que foi criada a Rede de Agências de Cooperação Territorial de Cidades CENCYL”. Desde então, lembrou o autarca, as cidades não deixaram de se desenvolver e trabalhar em diversos projectos “nos quais o FEDER foi o instrumento financeiro que tornou possível a cooperação urbana transfronteiriça”.