Espanhol Português

Salvador Illa explicou, no Congreso de los Diputados, que os dados do número de afectados pelo Coronavirus nos últimos dias “indicam uma mudança na tendência que nos fazem pensar que estamos a iniciar uma fase de estabilização”.

Nesta mesma linha, o conselheiro de Saúde da Comunidade de Madrid, Enrique Ruiz Escudero, espera que “o pico de infectados por Covid-19 aconteça este fim-de-semana, entre quinta e sexta-feira”.

Narciso Michavila, consultor e presidente de GAD3, também aponta a esta hipótese num tweet onde celebra a redução do crescimento de falecimentos e novos contágios.


Espanha regista 4.089 mortos por causa do novo Coronavirus (4.145 aos 14.00 sumando aos dados das comunidades autónomas) e supera os 56.000 contagiados, 8.578 mais que no dia anterior, segundo o último balanço do Ministério da Saúde.

Mesmo que estejamos perante aumentos na casa dos 20%, o número de falecidos desceu pela primeira vez na última semana. “Estão a ser preparados os procedimentos e o momento para saber quem passou por esta doença sem o saber”, explicou o coordenador de emergências Fernando Simón. Curaram-se 12,5% dos casos, o que equivale a 7.015 pessoas e quase 3.700 pessoas permanecem nos cuidados intensivos.

A ministra das Finanças e porta-voz do governo, María Jesús Montero, afirmou que “as administrações estão a trabalhar de uma forma incansável para fazerem material sanitário. É uma guerra autêntica para se fazerem máscaras, testes rápidos e ventiladores”.