Como é que os jovens espanhóis e portugueses olham o país vizinho?

Um concurso para 'youtubers' universitários visa estimular o intercâmbio ibérico

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

“Como os jovens espanhóis vêem Portugal e como os jovens portugueses vêem a Espanha” é o título da competição que é organizada em torno deste tema, uma colaboração da Cátedra Luis de Camoens da Universidade Carlos III de Madrid (UC3M) e da Fundação Ramón Areces junto com a Embaixada portuguesa em Madrid.

Foram convocados quatro prémios para os melhores vídeos destinados a estimular o intercâmbio de estudantes universitários entre Espanha e Portugal, para o programa ERASMUS ou outros programas entre universidades. Dois dos prémios serão para vídeos feitos por estudantes espanhóis que falam da sua experiência nas universidades portuguesas e dos outros dois para estudantes portugueses, explicando a sua experiência nas universidades espanholas.

Os vídeos devem ter uma duração máxima de cinco minutos e concentrar-se em incentivar os estudantes de espanhol a conhecer universidades portuguesas e vice-versa. Podem ser feitos em espanhol, português ou ambas as línguas. Os vídeos devem ser enviados para uma plataforma acessível ao público, como o YouTube ou outras, e enviar nomes de autores, seu endereço, o título de vídeo e um link para seu site para o email [email protected]

O prazo para apresentação dos vídeos para os prêmios abre no dia 15 de novembro às 8h e termina em 15 de dezembro de 2019 às 24h.

Serão atribuídos dois primeiros prémios, cada um dotado de 800 euros e dois segundos prémios, cada um dotado de 400 euros, pelos dois melhores vídeos feitos por estudantes portugueses e pelos dois melhores feitos por estudantes espanhóis.

Noticias Relacionadas

Como chegámos a uma «Tempestade Perfeita»?

O que é uma «Tempestade Perfeita»? Normalmente quando utilizamos esta expressão estamos a descrever um fenómeno meteorológico que foi criado graças a confluência de vários

Deixe um comentário