Espanhol Português

O Artes à Vila conquistou, pela segunda vez consecutiva, a distinção Best Small festivals dos Iberian Festival Awards.

O festival português realiza-se no Mosteiro da Batalha, Património da Humanidade, e apresenta durante um fim-de-semana repleto de concertos de música portuguesa e do mundo, exposições, workshops, conferências e outras actividades que celebram as raízes de Norte a do Sul do país, do folclore ao fado, do cavaquinho ao acordeão. Dando espaço tanto a artistas reconhecidos como a novos talentos.

Sobre ter ganho este prémio, Eduardo Jordão, director do festival Artes à Vila afirmou que «receber um prémio de destaque internacional é um enorme privilégio e motivação para toda a equipa continuar a promover a Arte e Cultura nacional».

O Artes à Vila vai regressar em 2021 em formato presencial e com mais arte e cultura (só em 2019 foram 15 concertos, exposições e muitos workshops) junto do Mosteiro Santa Maria da Vitória, Património Mundial da Unesco, na vila da Batalha.

O Mosteiro da Batalha apresenta um estilo de arquitectura Gótico Manuelino, foi mandado construir pelo rei D. João I (como forma de agradecimento a Virgem Maria pela vitória contra os castelhanos no batalha de Aljubarrota) e foi erigido a património da humanidade em 1983.

Os Iberian Festival Awards, que conta com um painel de júris nacionais e internacionais, permeiam já há cinco anos os festivais de música ibéricos que mais se destacam nas mais diversas áreas. Promovidos pela Aporfest e pelo Talkfest, algumas das 24 categorias vencedoras têm direito a um prize money.