Espanhol Português

A Mercadona, que entrou no mercado português no ano passado, vai marcar o ano de 2020 com cortes, tanto na superfície dos espaços comerciais como nos preços praticados. Estas medidas da companhia de supermercados espanhola aparecem seis meses após a abertura da primeira loja no Canidelo, em Vila Nova de Gaia.

Esta redução será sentida tanto nos preços como no espaço das futuras lojas. O próximo espaço da Mercadona a abrir em Portugal será já em Março, em Aveiro. Tal como nos espaços anteriores, onde antigas fábricas foram reconvertidas e modernizadas, a marca de supermercados espanhola vai usar os terrenos do antigo matadouro municipal para montar esta nova operação.

Só que a diminuição do espaço das novas lojas vai fazer com que também haja uma redução no número de funcionários por loja. Estes para se candidatarem a um emprego basta irem ao site da empresa.

Esta redução não é impeditiva da progressão da marca espanhola em Portugal, que tem como objectivo estar presente em todo o território continental. Ainda durante este ano também vão abrir espaços em Águeda, Ermesinde, Penafiel, Santo Tirso e na Trofa. Estas são as primeiras localizações das novas lojas que a Mercadona vai abrir em território nacional e que se vão juntar às 10 inauguradas no ano transacto.

Para além da redução do espaço físico das lojas, a Mercadona, que sempre foi defensora de uma política de preços baixos durante todo o ano, reduziu os preços a mais de dois mil produtos. Metade das mercadorias vendidas pela cadeia de supermercados espanhola é de origem portuguesa e provém de produtores locais.