A Península Ibérica é o local que mais reservas da biosfera têm inscritas na Rede Mundial da UNESCO

Reservas da biosfera representam uma grande percentagem do território ibérico e são mais um atractivo turístico

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A Rede Mundial de Reservas da Biosfera da UNESCO distingue os locais que melhor promovem uma interacção harmoniosa entre os seres humanos e a natureza, é composta por 714 reservas da biosfera de 129 países diferentes. Destes, Espanha é aquele que mais espaços protegidos têm, 52. 12% do território espanhol faz parte de reservas da biodiversidade, onde vivem 2 milhões de pessoas. Para além de ser o país com mais reservas a nível mundial, Espanha é a segunda nação europeia que apresenta uma maior variedade de espécies.

A Reserva da biosfera do Valle del Cabriel (com as suas importantes pinturas rupestres que fazem parte do Património Mundial de Arte rupestre do arco mediterrâneo da Península),a do Alto Turia, Menorca e a de La Siberia (onde é possível vislumbrar linces ibéricos) são algumas das reservas espanholas inscritas na lista da UNESCO. Cada uma destas reservas são vistas como laboratórios ao ar livre que pretendem inovar e compartilhar boas práticas com as populações locais para uma maior protecção ambiental. É de relembrar que desde há 50 anos as reservas mundiais acabam cada vez mais cedo.

As reservas portuguesas inscritas na Rede Mundial da UNESCO

Em Portugal existem 12 reservas da biosfera que fazem parte da Rede Mundial da UNESCO mas segundo especialistas existem pelo menos mais 4 localidades do país com este potencial de ligar a natureza ao negócio, especialmente ao turismo sustentável. As reservas da biosfera promovem tanto a conservação dos valores naturais como tentam responder aos desafios levantados em cada uma das regiões em que estão inseridos como a nível global.

A primeira reserva a fazer parte desta lista, em 1981, foi a de Paul do Boquilobo, na Golegã. A seguinte entrada portuguesa, as ilhas do Corvo e da Graciosa, só aconteceu em 2007 e desde então 4 das reservas que fazem parte da Rede Mundial da UNESCO estão em território açoriano. A nível mundial existem 21 reservas transfronteiriças e ao longo da raia podemos encontrar a Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurés, Reserva da Biosfera Transfronteiriça Tejo/Tajo Internacional e a Reserva da Biosfera Transfronteiriça da Meseta Ibérica.

Noticias Relacionadas

Deja un comentario