Portugueses procuram casas mais baratas em Espanha

Pouca oferta e preços elevados levam os raianos a atravessar a fronteira

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

Cada vez mais portugueses a viverem na fronteira atravessam para o lado espanhol a procura de casas a preços mais acessíveis. Com as rendas, na zona do Algarve, a custarem até 600€, muitos escolhem Espanha para viver. Esta decisão acontece devido a baixa oferta habitacional com um custo acessível para os ordenados praticados em Portugal. O mercado habitacional, que está a praticar preços inflacionados, tem levado vários portugueses da Raia a trabalharem no lado português durante o dia e ter casa no país vizinho. Este movimento pendular na Raia tem sido notícia nos meios de comunicação social portugueses.

Para além do preço da habitação mais baixo (as rendas em Huelva podem custar 400€), também se gasta menos com os produtos alimentares e com o combustível. Devido a estes aspectos positivos, muitos portugueses decidem viajar todos os dias entre os dois países ibéricos. Centenas de portugueses tomaram esta decisão. Para tal, basta estar registado no concelho espanhol onde tenha a sua casa e, caso o seu período de residência ultrapassar os 183 dias, terá que inscrever-se no fisco.

Em Espanha, mais precisamente em Fuentes de Oñoro e em Ciudad Rodrigo, os naturais de Almeida e Vilar Formoso encontram vivendas novas, em condomínios privados, mobilados e com piscina, com 170 metros quadrados por 157 mil euros. Muitos destes edifícios, que segundo os portugueses têm melhores acabamentos do que aqueles que podem ser encontrados em Portugal, foram terminados há pouco tempo e como tal estão a estrear. A mesma casa na região algarvia tem um custo de 250 mil euros. A mesma diferença de preços acontece ao longo de toda a Raia.

Noticias Relacionadas