Monsaraz tem o melhor hotel na Península Ibérica para os leitores da Condé Nast

O hotel São Lourenço do Barrocal foi fundado há 201 anos e fica no coração do Alentejo

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A revista norte-americana Condé Nast, especializada em turismo, escolheu o hotel São Lourenço do Barrocal, em Monsaraz, como a melhor unidade hoteleira da Península Ibérica. Para além de ter o melhor hotel ibérico, os leitores da revista elegeu Portugal como o melhor país do mundo a visitar numa lista de 20 nações.

Este hotel alentejano, com 201 anos, foi fundado em 1820 e fica numa herdade com 780 hectares. Neste hotel, os turistas podem passear a cavalo, piqueniques debaixo de uma árvore, passear de bicicleta, observar pássaros, fazer provas gastronómicas (com produtos locais) e de vinhos, fazer tratamentos de spa ou conhecer vestígios arqueológicos, como é o caso do Cromeleque do Xarez ou do Menir do Outeiro. O Barrocal é um hotel que tem como principal premissa a autenticidade da agricultura e da paisagem marcante do Alentejo. Fazer do monte a casa dos turistas nas férias foi o atractivo que levou a que os leitores da revista dessem 99,33 pontos a esta unidade hoteleira alentejana que oferece aos seus visitantes casas e quartos.

Em Monsaraz, onde é possível ter uma vista panorâmica do Alqueva, é possível ver várias exposições na Galeria de Arte da Igreja de Santiago e os aficionados da festa brava pretendem que o concelho de Reguengos de Monsaraz possua um estatuto excepcional semelhante àquele que Barrancos tem e que permite que haja tourada de morte.

Para além do Barrocal, o The Yeatman Hotel (no Porto), o Savoy Palace (na Madeira), o Infante Sagres (no Porto) ou Tivoli Palácio de Seteais Sintra Hotel são outras unidades hoteleiras portuguesas que para os leitores da revista Condé Nast devem ser visitadas.

Noticias Relacionadas