Nau Victoria vai estar presente na marina de Lagos

Réplica da nau que esteve presente na primeira viagem de circum-navegação pode ser visitada

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A Nau Victoria, réplica do navio do séc. XVI que deu a volta ao mundo com Fernão de Magalhães e Elcano, vai estar disponível para ser visitada. As visitas a Nau Victoria vão acontecer de forma gratuita na marina de Lagos, de 26 a 31 de Outubro. Serão feitas visitas guiadas a estabelecimentos de ensino e palestras de especialistas sobre as façanhas marítimas hispano-portuguesas. Este navio, entre 1519 e 1522, realizou a maior aventura marítima da história, que aconteceu há mais de cinco séculos pelas mãos do português Fernão de Magalhães e do espanhol Juan Sebastián Elcano.

A réplica da Nau Victoria foi construída em Espanha, em 1991, e, para delinear as formas e definir as características do navio, Ignacio Fernández Vial, o seu projetista e construtor, conduziu um longo processo de investigação histórica. Um estudo exaustivo, baseado em fontes documentais, crónicas, tratados náuticos do século XVI, e iconografia da época, que permitiu determinar as suas principais dimensões, mastreação, velas e equipamento.

Em 2004, para comemorar a primeira volta ao mundo, esta Nau Victoria partiu novamente de Sevilha numa viagem à volta do globo. Entretanto já navegou milhares de milhas, recebeu 6 milhões de visitantes e esteve presente nos principais portos de Espanha, Europa e dos Estados Unidos. Entre 2004 e 2006, navegou 26.894 milhas e visitou 17 países, sendo esta a primeira réplica histórica a circum-navegar a terra. Esta nau é embaixadora da Primeira Volta ao Mundo, símbolo da história marítima espanhola, museu flutuante e navio-escola.

A presença da Nau faz parte da programação da Mostra Espanha 2021.

Noticias Relacionadas

Marca “Península Ibérica”

El nuevo Tratado de Amistad y Cooperación entre la República de Portugal y el Reino de España es, como vamos analizando en diversos artículos de