Espanhol Português

O antigo líder da juventude popular ganhou as eleições com 46% dos votos, mais de 100 votos que o segundo classificado, João Almeida. Francisco Rodrigues dos Santos é o novo presidente do CDS.

Rodrigues dos Santos é um advogado de 31 anos que abandonou a actual direcção do Sporting para suceder a Assunção Cristas. Admirador confesso de Margaret Thatcher, Chicão (como gosta de ser chamado) pretende personificar uma geração mais jovem que muitas vezes se vê arredada da política.

Esta votação aconteceu durante o congresso que os centristas estão a realizar no último fim-de-semana em Aveiro e que teve como principal objectivo escolher o sucessor de Assunção Cristas, que anunciou a sua saída do partido do centro após as últimas eleições legislativas. Para este cargo concorreram Abel Matos Santos, João Almeida, Filipe Lobo d’Ávila, Carlos Meira e Francisco Rodrigues dos Santos.

Os centristas, que chegaram a fazer parte do arco governamental por várias vezes, a última aconteceu quando Pedro Passos Coelho era primeiro-ministro, tiveram um dos piores resultados da sua história e actualmente conta com pouco mais que uma “mão cheia” de deputados na Assembleia da República. Resultado semelhante ao tido há mais de vinte anos, quando eram apelidados do “partido do táxi” devido ao baixo número de representantes que conseguiam eleger.

Sobre esta quebra na representação parlamentar, o novo líder admite que dói mas prefere “olhar para o futuro” e já pensa nas próximas eleições, as presidenciais, e na possibilidade de o partido lançar o candidato próprio a contenda.