Con el patrocinio de:

Empresa tecnológica pretende transformar Lagos na nova Silicon Valley

A Brandhero abre processo de recrutamento em Portugal e em Espanha e expande operações

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

A Brandhero, empresa tecnológica com sede em Lagos, está a contratar mais de 100 pessoas em Portugal e Espanha (Madrid) neste 2022. Também vão ter uma sede, que pretendem que seja a Silicon Valley em pleno Algarve, e um espaço de co-working em Lisboa. Esta empresa portuguesa de e-commerce acredita que “todas as marcas precisam de um herói”. Trabalham, desde o ano passado, como agregadores que compram marcas que vendem produtos na Amazon para as escalar.

O conhecido site funciona como se fosse um negócio que cria negócios lá dentro. Estas micromarcas digitais têm potencial de crescimento e como tal são alvo do interesse da Brandhero. O aumento do comércio online, que todos os anos cria 3.000 novas marcas, é muito apetecível para a empresa de Lagos. Dos quatro unicórnios de crescimento mais rápido na história da Europa, dois são agregadores deste tipo: SellerX e a Razor Group.

Os criadores da Brandhero, entre eles o empreendedor espanhol Lucas Villanueva, não avançam números mas em 2022 pretendem adquirir 40 marcas. Depois, desenvolvê-las a nível mundial e alcançar 100 milhões de euros em receitas. A Amazing, a primeira agência de marketing da Amazon em Espanha, será uma das próximas aquisições da empresa sedeada na algarvia cidade de Lagos.

A empresa, que tem um valor de mercado de 50 milhões de euros graças aos business angels, atualmente contam com 14 trabalhadores na sede em Lagos e os restantes 26 estão no escritório que detém em Madrid. Para Lucas Villanueva, COO da empresa e responsável pelo mercado ibérico, Portugal é «um espaço de crescimento demarcado». A Brandhero foi fundada em Agosto de 2021.

Noticias Relacionadas