Lisboa será até ao fim deste ano a capital verde da Europa

Terá inúmeras iniciativas, das quais se destaca a plantação de 20 mil árvores em quatro locais diferentes da cidade

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Pela primeira vez uma cidade do sul do continente recebe esta distinção que, numa altura em que a luta ambiental é capa de todos os jornais, ganha uma maior importância.

A escolha da capital portuguesa para receber esta iniciativa deveu-se ao esforço cada vez maior que o executivo camarário está a levar a cabo para devolver a cidade aos lisboetas (também conhecidos como “alfacinhas”) e ao cada vez maior número de turistas que a visitam. Para tal, mais zonas pedonais, como é aquela que está a ser concluída perto da Praça de Espanha ou o reaproveitamento das águas para lavar o pavimento ajudaram a destacar Lisboa das restantes congéneres europeias (Gante – Bélgica e Lahti – Finlândia) que estavam a concorrer para receber esta distinção.

Para concorrer ao selo Capital Verde Europeia é necessário ter mais de 100 mil habitantes e preencher um conjunto de requisitos que engloba área tão diversas como a gestão de resíduos, rede de transportes ou empregos sustentáveis.

Ainda falta fazer muito mais para transformar a cidade das “sete colinas” num local 100% amigo do ambiente. Algo que é muito falado é a constante passagem de aviões. Várias associações pedem para que se impeça os voos a partir das 23 horas para que as populações possam descansar melhor e os bandos de aves não sejam incomodados. Lisboa já tinha concorrido anteriormente por duas ocasiões, figurando no lote de finalistas na edição de 2019, mas aí a vitória foi para Oslo.

A Lisboa Capital Verde Europeia 2020 terá inúmeras iniciativas, das quais se destacam a plantação de 20 mil árvores em quatro locais diferentes da cidade (até 2021 serão acrescentadas mais cem mil) ou a criação de uma praia artificial, ou piscina natural flutuante, na zona da bacia do Parque das Nações que vai permitir com que se vá a banhos no Tejo. Durante este ano Lisboa vai receber inúmeras conferências sobre a temática da sustentabilidade, sendo as de maior destaque a que será organizada pelas Nações Unidas, que terá como temática os Oceanos, e que vai realizar-se de 2 a 6 de Junho. Um pouco antes, em Abril, mais precisamente de 23 a 25, a Altice Arena vai receber o Planetiers World Gathering, onde vai estar presente o Prémio Nobel da Paz de 2007, Mohan Munasinghe.

Muitas serão as iniciativas que vão marcar esta Lisboa Capital Verde Europeia.

 

Noticias Relacionadas

Como chegámos a uma «Tempestade Perfeita»?

O que é uma «Tempestade Perfeita»? Normalmente quando utilizamos esta expressão estamos a descrever um fenómeno meteorológico que foi criado graças a confluência de vários

Deixe um comentário