Distrito de Setúbal possui as videiras mais antigas plantadas em território ibérico

O Brasil é o principal mercado exportador para os vinhos produzidos em Setúbal

Comparte el artículo:

Vinhos da região de Setúbal

No distrito de Setúbal é possível encontrar as videiras que se acreditam que foram as primeiras plantadas em território ibérico. Foi há 2000 a.C que a plantação de vinhas começou na península ibérica. Nesta região da área metropolitana, que fica a menos 30 quilómetros da capital e destaca-se pelas suas luxuriantes belezas naturais, existem muitos vinhos conhecidos. Os seus 8 mil hectares de vinhedos, uma boa parte deles ficam nas localidades de Palmela e de Azeitão, produzem 50 milhões de litros por ano.

O Brasil é o principal mercado para estes vinhos. Os vinhos Moscatel de Setúbal (que chegaram a fama devido ao produtor José Maria da Fonseca) e o Periquita, o primeiro tinto a ser engarrafado em Portugal, são os mais conhecidos. A quinta Bacalhôa, propriedade do Comendador Joe Berardo, é uma das principais produtoras da região e está aberta para todos os conhecedores poderem experimentar os principais vinhos de Setúbal.

Os vinhos da Península de Setúbal possuem três classificações segundo sua origem: Denominação de Origem Setúbal: são elaborados os vinhos licorosos mais tradicionais da região, o Moscatel de Setúbal e o Moscatel Roxo de Setúbal, com uma personalidade impressionante. As características mais marcantes dos vinhos da região de Setúbal são os seus aromas florais nos vinhos brancos e nos vinhos tintos, sabores suaves.

A uva usada para fazer o moscatel é conhecida por ser muito doce, sensível e exigir cuidados redobrados na altura da vindima. A demarcação da Região do Moscatel de Setúbal é a segunda mais antiga de Portugal, ficando apenas atrás daqueles que são produzidos no Douro.

Noticias Relacionadas

Conceptos Iberistas (II)

Hace unos dos años publiqué en EL TRAPEZIO la primera parte de Conceptos Iberistas. El proceso de construcción conceptual del iberismo va ganando en profundidad