Ator português Carloto Cotta junta-se às fileiras da série espanhola «Élite»

Operação Maré Negra é a mais recente série luso-espanhola a chegar a Amazon Prime

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

O ator português Carloto Cotta vai fazer parte da quinta temporada de Élite. Na série espanhola, que está a ser gravada em Madrid e é emitida na Netflix, sabe-se que o ator de 38 anos vai dar vida a Alberto. Não se sabe a nacionalidade desta personagem mas os fãs acreditam que poderá ser pai de um dos protagonistas ou agente da polícia. Para além do seu nome fazer parte da lista de produção, o colega brasileiro André Lamoglia marcou-o na página oficial que a série tem nas redes sociais.

A série adolescente é uma das mais conhecidas do canal de streaming e aborda temas como a homossexualidade, assédio sexual e o tráfico de drogas. A Gran Vía, o Teatro Barceló ou a Universidade Europeia de Madrid são alguns dos cenários que podem ser vistos regularmente em Élite. O português, que anteriormente fez parte da primeira produção 100% lusitana transmitida na plataforma de streaming, nas suas redes sociais colocou uma imagem nos bastidores da conhecida produção espanhola. Carloto Cotta venceu a Palma de Ouro do Festival de Cannes, em 2009, pelo filme Arena, de João Salaviza.

Na nova temporada, que ainda não tem data de estreia, vai compartilhar créditos com Itzan Escamilla (Samuel), Manu Rios (Patrick), Carla Diaz (Ari) ou Pol Granch (Philippe). A quinta temporada de Élite está garantida e a sexta já está confirmada.

Operação Maré Negra, a série de barcos ibéricos

A série Operação Maré Negra, que vai ser transmitida na RTP a partir do dia 22 de Março, conta a história do primeiro narcosubamarino intercetado. A série luso-espanhola, criada para a Prime Video, tem quatro episódios. Estes transportam-nos para 2019, ano quando um submergível artesanal atravessa o Oceano Atlântico com 3 toneladas de cocaína. Lá dentro, 3 homens sobrevivem a tormentas, correntes, avarias, fome, discussões e a uma constante pressão policial.

Noticias Relacionadas